SP: (11) 3192-7701 | RJ: (21) 3190-1990 | DF: (61) 4042-7091 | BH: (31) 3254-9992

Painel em parceria com a Red Hat teve como foco o Open Source

Voltado para os gestores do setor público, o encontro tinha como objetivo apresentar soluções que visam melhorar a experiência do cidadão.

Aconteceu ontem o painel digital da Extreme Digital em parceria com a Red Hat. O evento contou com quatro palestrantes: o Diretor de Arquitetura de Solução da Red Hat LATAM Boris Kuszka, o Diretor de Vendas Regional da EDS Joel Ramos, o Gerente Técnico de Integração e DevOps da EDS Herberson Miranda e o Executivo de Vendas da EDS Sandro Moreira.

O encontro tinha como intuito demonstrar as tecnologias habilitadoras para evolução de negócios, que envolvem a automação de processos, a segurança de informações, a integração de dados e as aplicações móveis. Para isso, foram analisados aspectos administrativos e técnicos da Ata de Contratação de Serviços e Produtos em Tecnologia, uma parceria que envolveu a Extreme Digital, a Red Hat e o PRODERJ.

Sandro Moreira apresentou a Guia EDS de orientações para assinatura do contrato dos aderentes ao registro de preço da PRODERJ e explicou cada etapa do fluxo aderente à Ata, que é composta por dois lotes separados em subscrições e serviços e está se tornando framework para o governo digital. A liberação para que os entes habilitados possam fazer a adesão está prevista para hoje, dia 26 de novembro.

Em seguida, foi a vez de Boris Kuszka falar sobre o Open Source Empresarial, onde os projetos se tornam produtos empresariais estáveis e homologados. Como exemplo, foi utilizado o OpenShift – um produto de software de computador da Red Hat para implantação e gerenciamento de softwares baseados em container. Um ponto importante que foi discutido em relação ao Open Source é a adequação a normas: com os movimentos de inovação aberta, as regulamentações internacionais e brasileiras ainda estão sendo definidas.

Um dos cases apresentados pela Red Hat foi a implementação do PIX junto ao Banco Central do Brasil. O desafio era entregar uma infraestrutura mais simples, segura e mais escalável, o que foi possível graças às soluções OpenShift, AMQ e Ansible Automation Platform da Red Hat. O tempo da transação passou de horas para segundos, o que acelerou a inovação e o acesso à indústria financeira e serviu como fundação para novos serviços financeiros.

Boris também apresentou a arquitetura de cloud híbrida aberta e segura da Red Hat e destacou que a agilidade exige mudanças fundamentais, incluindo a cultura empresarial: em vez da empresa ser vista como uma máquina com hierarquia top-down e burocracia nos processos, a empresa ágil é um organismo vivo onde os recursos são flexíveis, os líderes mostram a direção e os times são construídos por responsabilidades.

Já perto do fim do encontro, Herberson Miranda apresentou o caso de uso do DETRAN-DF. O desafio da Extreme Digital era modernizar o portal e o aplicativo mobile do Departamento de Trânsito, que utilizava um modelo de arquitetura monolítico, ou seja, uma aplicação cujos módulos e componentes estão totalmente acoplados. A solução foi realizar a reconstrução do aplicativo seguindo o modelo de microsserviços: seus componentes foram desmembrados em componentes menores e reescritos utilizando uma tecnologia mais moderna, o que permitiu que estes serviços fossem reutilizados por diferentes camadas de visualização.

Os resultados foram maior velocidade na entrega e atendimento das demandas, mensuração da utilização dos serviços, plataformas app e portal, integração com a blockchain do DETRAN-DF, fornecimento de novas camadas e recursos de segurança e roteamento das requisições nacionais.

Em sua fala, Herberson enfatizou a importância da união entre as duas empresas, uma parceria que une a transformação digital que toda empresa quer com a segurança que o setor público precisa: “A Extreme Digital tem como missão tornar negócios mais simples e eficientes e, juntamente com as tecnologias que a Red Hat disponibiliza, nós conseguimos alcançar o nosso objetivo”.

O painel teve duração de duas horas e contou com a participação de diversos gestores do setor público. Esperamos ter outras oportunidades de apresentar as nossas soluções em parceria com a Red Hat que podem transformar a entrega de serviços para os cidadãos, reduzir custos operacionais e evoluir processos de trabalho por meio de tecnologias inovadoras. Até a próxima!